PROGRAMA

    1. REGULAMENTO DA 2ª EDIÇÃO DO PRÊMIO ABRAPPE

      1. DISPOSIÇÔES GERAIS

    1.1. A 2ª Edição do PRÊMIO ABRAPPE – Associação Brasileira de Prevenção de Perdas foi idealizada pelos membros do Conselho Deliberativo da entidade, os quais estão devidamente registrados no Estatuto Social.

    1.2. O PRÊMIO ABRAPPE tem como objetivo reconhecer os profissionais varejistas da Área de Prevenção de Perdas, assim como as empresas que, ao longo dos anos de 2020 e 2021, contribuíram, idealizaram, implantaram ou estão implantando CASES inovadores, proporcionando ganhos financeiros, produtividade ou boas práticas.

    1.3. O PRÊMIO ABRAPPE é aberto a todos os profissionais que atuam ou atuaram na área de Prevenção de Perdas, no território nacional, no período compreendido entre Janeiro de 2020 até Outubro de 2021, e que estejam vinculados à ABRAPPE.

    1.4. Estão habilitados a concorrer ao PRÊMIO ABRAPPE todos os CASES implementados em empresas nacionais, nacionalizadas ou multinacionais, com atuação no território brasileiro e deverão ser enviados através do preenchimento do formulário disponível no link que será divulgado nas redes sociais da ABRAPPE.

    1.5. Cada profissional pode apresentar 01 (um) CASE, seguindo o critério de escolha junto à empresa, desde que este tenha sido implantado e tenha proporcionado ganhos, ou que esteja em execução com a prospecção dos ganhos demonstrada.

    1.5.1. O profissional responsável por implementar o CASE na empresa, esteja ele ativo ou não nos quadros de funcionários da empresa, deverá obter autorização ou dar conhecimento formal a esta, para que possa inscrever o CASE para participação do PRÊMIO ABRAPPE.

    1.5.2. A formalização conforme item 1.5.1 junto à empresa pode se dar por intermédio de carta direcionada e assinada por representante legal da empresa ou por meio de envio de e-mail, para posterior envio à ABRAPPE pelo endereço eletrônico (contato@abrappe.com.br).

    1.6. A responsabilidade pela avaliação dos CASES apresentados é da Comissão Avaliadora, a qual será formada apenas por membros associados à ABRAPPE.

    1.8. Os critérios de avaliação serão norteados pelo conjunto de ganhos que o CASE trouxe ou está trazendo  para o negócio, considerando, inovações, ganhos em produtividade, redução de despesas, aumento dos ganhos financeiros, consistência ou sustentabilidade do projeto implementado, assim como outros quesitos positivos vislumbrados pela comissão julgadora.

      1. CATEGORIAS E SEGMENTAÇÃO DO PRÊMIO ABRAPPE

    2.1. CATEGORIAS

    2.1.1. PRÊMIO ABRAPPE será composto por duas categorias, a saber:

    2.1.1.1. Melhor CASE por segmento: para cada segmento, em âmbito nacional, haverá somente um CASE vencedor dentre aqueles que forem inscritos junto à ABRAPPE.

    2.1.1.2. Super Prêmio melhor CASE: haverá somente um vencedor, considerado o melhor dentre os vencedores do Melhor CASE por segmento, independentemente da segmentação.

    2.2. SEGMENTAÇÃO 

    2.2.1. A premiação será dividida por segmento varejista, assim compreendido:

      1. Supermercados;
      2. Atacado;
      3. Varejo de moda, calçados e acessórios,
      4. Eletro, eletrônicos e móveis;
      5. Construção;
      6. Farmacêutico e saúde;
      7. Perfumarias;
      8. Outras categorias (exemplo: livraria, pet etc.).

    2.2.2. Será necessário ter pelo menos 4 cases por segmento para que ele seja elegível a premiação.

      1. FORMAÇÂO DA COMISSÂO TÉCNICA E DA COMISSÃO AVALIADORA

    3.1. A Comissão Técnica e Avaliadora será formada por 05(cinco) ou 07(sete) membros que serão elegíveis pelo Presidente da ABRAPPE.

    3.2. Dentre os membros da Comissão Técnica e Avaliadora, um será nomeado, pelo Presidente da entidade, o Coordenador Geral do PRÊMIO ABRAPPE.

    3.3. A Comissão Técnica e Avaliadora não poderá ter apresentado CASE e será formada por, no mínimo, 1/3 (um terço) dos Diretores da ABRAPPE, excetuando-se os membros da Comissão Técnica.

    3.4. Eventuais reclamações e/ou recursos cabíveis deverão ser endereçados à Comissão Técnica, em âmbito nacional no prazo máximo de 15 (quinze) dias, a contar da divulgação da formação da Comissão Avaliadora.

      1. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CONTEÚDO DOS CASES

    4.1. Todos os CASES inscritos serão avaliados considerando os seguintes critérios:

      1. Melhor inovação de boas práticas e/ou tecnológicas;
      2. Impactos positivos no resultado (ganhos);

    III.  Sustentabilidade do resultado.

    4.2. Pode ser apresentado CASE que foi implantado de forma preventiva, considerando: inovações, novas tecnologias, redução de custos, aumento de produtividade, redução de perdas e ganhos no resultado.

    4.3. Os ganhos financeiros proporcionados pelo CASE devem ser demonstrados de forma clara, objetiva, detalhando os benefícios gerados por cada fase. Faz-se necessário demonstrar ganhos financeiros e de produtividade em todo o período de efeito do CASE implementado.

    4.3.1. A nominação de valores relativos aos ganhos fica a critério de cada profissional ou empresa, desde que cumpridas as regras descritas no item 1.5.1 das disposições gerais.

    4.4. Estarão aptos a concorrer somente os CASES, implantados ou em execução, que resultem em ganhos concretos para a Prevenção de Perdas e que contribuíram ou irão contribuir com ganhos da empresa.

    4.5. Os CASES inscritos que não sejam claros quantos aos ganhos financeiros, de produtividade ou de boas práticas ou que não tenham pertinência para a Prevenção de Perdas serão sumariamente excluídos pela Comissão Técnica, para efeito de reconhecimento e premiação.

    4.6. Será considerado somente um CASE por empresa, logo, se uma empresa faz parte de um conglomerado ou grupo de empresas e o profissional responde pela área de Prevenção de Perdas de mais de uma empresa ou de todas as empresas do grupo, este pode enviar uma inscrição por empresa, desde que o CASE seja diferente em cada empresa.

    4.6.1. Considerando o disposto no item 4.6, é possível que o mesmo profissional ganhe mais de um PRÊMIO ABRAPPE, desde que as empresas e os CASES sejam diferentes, independente da classificação da segmentação determinada neste Regulamento.

    4.6.2. Caso seja apresentado CASE com o mesmo conteúdo para as empresas pertencentes ao mesmo conglomerado ou grupo, o profissional responsável pela inscrição será instado a informar para qual empresa deve ser atribuída a inscrição.

    4.6.2.1. Se o profissional não fizer a indicação no prazo concedido pela Comissão Técnica, competirá ao Coordenador Geral aceitar ou não a inscrição e, em aceitando, atribuir a inscrição a uma das empresas do grupo.

      1. INSCRIÇÔES, APRESENTAÇÔES E PREMIAÇÕES

    5.1. Prêmio Melhor CASE por Segmento

    5.1.1. O CASE deve ser enviado em formato de apresentação PPT convertido para PDF através do link informado nas redes sociais da ABRAPPE e também via e-mail para contato@abrappe.com.brsendo que no assunto do e-mail deve constar PRÊMIO ABRAPPE 2021 / NOME DA EMPRESA e no corpo do e-mail deve constar o nome, e-mail e telefone do responsável da empresa. Também no e-mail deve constar o preenchimento de formulário padrão, elaborado pela ABRAPPE, fonte Arial, tamanho 12, 1,5 de espaçamento entre linhas, com descrição objetiva dos principais pontos do CASE e os ganhos proporcionados.

    5.1.2. A data limite para inscrição do CASE será 15 de Novembro de 2021. Após esta data, não serão aceitas inscrições, nem pedidos de reconsideração para inscrições irregulares.

    5.1.3. O CASE inscrito passará previamente pelo escrutínio de validação para concorrer ao PRÊMIO ABRAPPE.

    5.1.4. Não serão aceitas inscrições apócrifas, no que tange à identificação da empresa ou dos dados requeridos neste Regulamento.

    5.1.5. A inscrição do CASE deve ser previa e formalmente autorizada, mediante envio à ABRAPPE de carta ou e-mail devidamente assinado pelos respectivos representantes legais das empresas, das quais o profissional de Prevenção de Perdas está vinculado, e dentro do prazo previsto neste Regulamento.

    5.1.6. Os profissionais que inscreverem CASES, aptos a concorrer ao Prêmio Melhor CASE ABRAPPE 2020/2021, ficam cientes de que a Comissão Técnica tem a prerrogativa de efetuar pesquisas quanto ao conteúdo, implantação, ganhos e efetivação do CASE, assim como a devida regularidade da empresa considerando os aspectos legais de constituição e formalidade da atividade varejista.

    5.1.6.1. Empresas condenadas por esquemas de corrupção, fraudes ou até mesmo processos de evasão fiscal que seja de conhecimento público e quaisquer outros ilícitos não poderão participar do prêmio, mesmo que eventuais processos ainda não tenham sido julgados ou transitado em julgado.

    5.1.7. Fica exclusivamente a critério da Comissão Técnica avaliar a possibilidade de solicitar correção do (s) item (s) em desacordo com este Regulamento, a fim de permitir a correção de irregularidades, desde que não haja comprometimento dos prazos definidos.

    5.1.8. Os CASES inscritos que não cumprirem as presentes regras do Regulamento serão sumariamente excluídos e não serão considerados habilitados para votação.

    5.1.9. A inscrição não terá nenhum ônus para o profissional ou empresa.

    5.1.10. O segmento que tiver menos de 04 (dois) CASES inscritos, a critério da Comissão Técnica, será enquadrado em OUTROS, desde que cumprida às regras deste Regulamento.

    5.1.10.1. Dentre as inscrições de “outros segmentos”, a Comissão Técnica elegerá os 03 (três) melhores CASES, após avaliar todas as inscrições recebidas.

    5.1.11. Será premiado somente o CASE que obtiver a maior pontuação dentro de sua segmentação, conforme votação realizada pela Comissão Avaliadora.

    5.2Super Prêmio 

    5.2.1. Dentre os CASES vencedores de todas as categorias do PRÊMIO ABRAPPE, será escolhido o vencedor dos vencedores e concedido a este o Super Prêmio, independentemente da segmentação.

    5.2.2. A votação para escolha e concessão do Super Prêmio será realizada exclusivamente pela Comissão Técnica e Avaliadora, considerando aspectos sob a ótica da percepção do maior benefício gerado ao negócio e outras áreas impactadas a partir do CASE implantado ou em execução.

    5.2.3. Além da premiação ao profissional responsável pela área de Prevenção de Perdas, também será contemplada com o Super Prêmio à empresa que implantou ou está implantando o CASE ganhador.

      1. SELEÇÃO DOS MELHORES CASES INSCRITOS E VOTAÇÃO

    6.1. A Comissão Técnica será responsável por divulgar o evento, apoiar e incentivar os profissionais a inscreverem os seus CASES, recepcionar as inscrições, garantir que as mesmas estejam dentro dos princípios que regem este Regulamento, solicitar informações, correções e/ou complementações de dados, e excluir CASES que não cumprirem as regras descritas no Regulamento.

    6.2. Compete à Comissão Técnica fazer o pré-escrutínio e selecionar os 04 (quatro) melhores CASES de cada segmento, para apresentação à Comissão Avaliadora e posterior votação por esta última.

    6.3. Caso, ao final das inscrições, a Comissão Técnica constate menos de 04 (quatro) CASES inscritos por segmento, ficará a seu critério, classificar e enquadrar CASES recebidos no segmento em que melhor se adequarem ou criação de uma categoria OUTROS segmentos. Em não sendo possível o enquadramento em outro segmento, o CASE será excluído do concurso de premiação.

    6.4. Os CASES previamente selecionados e aprovados para concorrer ao Super Prêmio serão divulgados, via e-mail, aos profissionais que fizeram as inscrições, e ficarão registrados nos arquivos internos da ABRAPPE para eventual consulta, onde constará a identificação dos membros da Comissão Técnica que fizeram a pré-avaliação.

    6.5. Caso os CASES inscritos não estejam de acordo com as regras deste Regulamento, os profissionais responsáveis serão comunicados, a fim de que possam tomar as providências necessárias para reverter a situação, ou comunicados sobre a impossibilidade de concorrer ao Super Prêmio

    6.6. Toda documentação e registro ficará disponível para consulta dos associados e interessados na sede da ABRAPPE Nacional, localizada na cidade de São Paulo/SP.

    6.7. Os resumos dos 04 (quatro) CASES pré-selecionados, por segmento, pela Comissão Técnica, serão disponibilizados para decisão final da Comissão Avaliadora.

    6.8. Todos os membros da Comissão Avaliadora da ABRAPPE Nacional devem atribuir notas para os CASES de cada segmento, conforme as regras de pontuação descrita no item 6.8.2.

    6.8.1. Os 04 (quatro) CASES pré-selecionados, de cada segmento, serão numerados de 01 (um) a 04 (quatro), considerando a ordem alfabética (nome de fantasia da empresa).

    6.8.2. Cada avaliador deverá atribuir uma nota para cada CASE, considerando a nota 10 (dez) para o primeiro lugar, 07 (sete) para o segundo lugar e 05 (cinco) para o terceiro lugar.

    6.8.3. Dentro de cada segmento, o CASE que tiver a maior somatória de pontos, atribuídos pelos membros da Comissão Avaliadora será considerado o vencedor da segmentação.

    6.9. O Super Prêmio seguirá as mesmas regras do item 6.8 e seguintes, porém, a avaliação dar-se-á somente pelos membros da Comissão Técnica, e não pela Comissão Avaliadora.

    6.10. Os membros da Comissão Técnica e da Comissão Avaliadora são impedidos por definição de avaliar CASES de empresa (s) da(s) qual(s) trabalham ou já trabalharam, seja na fase de escrutínio preliminar ou após a classificação da medida para a fase seguinte de avaliação final.

    6.11. É vedado aos membros da Comissão Técnica e da Comissão Avaliadora tecer opiniões com o fim de propagar, influenciar ou favorecer quaisquer dos CASES inscritos.

    6.12. A infringência, devidamente comprovada, ao disposto no item 6.11, será considerada falta grave e o membro infrator poderá ser excluído da avaliação do CASE.

    6.13. Compete ao Coordenador Geral do PRÊMIO ABRAPPE ou as Comissões Técnica e Avaliadora, após ouvir o (s) envolvido (s), decidir pela aplicação da punição, prevista no item 6.12.

    6.14. A consolidação e a apuração do resultado final serão realizadas na sede da ABRAPPE, em São Paulo/SP, pelo Coordenador Geral do PRÊMIO ABRAPPE, mantendo-se em sigilo os nomes os ganhadores, os quais serão divulgados somente em evento promovido pela ABRAPPE Nacional em data e local a ser divulgado.

    6.15. Todos os membros da Comissão Técnica ou Avaliadora ou membros da Diretoria ou Coordenadores Regionais, que tiverem contato com as inscrições do CASES, comprometem-se a não tornar público os nomes dos concorrentes não premiados.

    6.16. Contra decisão dos avaliadores do PRÊMIO ABRAPPE não caberá recurso à Comissão Técnica, exceto se comprovada violação de regra prevista neste Regulamento.

    6.17. Havendo empate entre os finalistas, seja por segmentação no Prêmio Melhor CASE ou no Super Prêmio Perda Ampliada, o voto decisivo será do Presidente da ABRAPPE e, em sua ausência, pelo Vice-Presidente, e assim sucessivamente, seguindo a hierarquia estatutária.

    6.18. Os ganhadores de qualquer categoria do PRÊMIO ABRAPPE, desde já, autorizam a veiculação e/ou divulgação da conquista da premiação, seja entre os associados da ABRAPPE, no website da Associação ou nos demais meios de comunicação.

      1. CONSIDERAÇÕES FINAIS

    7.1. A divulgação e premiação dos CASES ganhadores do PRÊMIO ABRAPPE ocorrerá em evento especifico da ABRAPPE, a ser realizado em 30 de Novembro de 2021, na cidade de São Paulo, em local a ser divulgado posteriormente.

    7.2. Os vencedores do PRÊMIO ABRAPPE receberão uma placa ou troféu com o logo da entidade em evento patrocinado por esta. Em não sendo possível a presença de algum vencedor ou representante no evento, o prêmio será entregue em data e local a ser definido entre as partes.

    7.3. Fica assentado que a ABRAPPE não se responsabiliza por quaisquer despesas oriundas de deslocamento e de hospedagem dos vencedores do PRÊMIO ABRAPPE e/ou de seus representantes.

    7.4. A participação dos inscritos no PRÊMIO ABRAPPE pressupõe a total concordância com os termos deste Regulamento. Eventuais controvérsias devem ser dirigidas à Comissão Técnica, a qual tem competência para dirimir as questões suscitadas.

    7.5. As questões não previstas neste Regulamento serão objeto de avaliação e/ou deliberação do Coordenador Geral do PRÊMIO ABRAPPE.