Prêmio Abrappe: muitos cases e bons resultados

Prêmio Abrappe: muitos cases e bons resultados

Pela terceira vez em sua história, a Associação Brasileira de Prevenção de Perdas (Abrappe) promoveu, na noite do dia 30 de novembro, durante jantar de confraternização com cerca de 70 convidados especiais de grandes redes varejistas, a edição 2021 do Prêmio Abrappe. O evento, realizado na Churrascaria Fogo de Chão, unidade dos Jardins, em São Paulo, mesmo palco de 2019 (em 2018 ele integrou a programação do 1º Fórum Abrappe de Prevenção de Perdas), premiou os profissionais e as empresas com os melhores cases de prevenção de perdas do país em trabalhos realizados entre janeiro de 2020 e outubro último.  

A condução do evento ficou a cargo da dupla Lenivaldo Barros (Riachuelo) e Keila Prates (Associação dos Supermercados do Rio de Janeiro), respectivamente, diretor financeiro e conselheira da Abrappe. “Sem o apoio de patrocinadores e associados, o crescimento da associação não seria possível. E a materialização desse evento, depois de quase dois anos de reclusão com a pandemiaé a realização de um sonho”, disse Barros. Hoje reconheceremos os melhores cases, mas em 2022 queremos ter pelo menos 50 novos inscritos. O objetivo da associação é compartilhar as boas práticas e na maioria dos cases, falou-se em treinamento de equipeE isso é fundamental, errou, conserta, treina de novo, é assim que chegamos lá.  Temos muito trabalho para frente”, completou Keila.  

Em 2021 o prêmio foi dividido nas categorias Melhores Cases por segmentos e Destaques por assunto. Na primeira foram homenageados Cristian Candido (Via – Melhor Case Outros Segmentos), Fernando Alves (Pague Menos – Melhor Case Farmácias) e Marcelo Soares (Grupo Big – Melhor Case Supermercados). Em Destaques foram premiados Roberto Pupe (Grupo Dimed – Inovação), Tiago Zompero (Eletro Fios Materiais Elétricos – Case Regional), Gabriel Jualice (Armazém do Grão – Sustentabilidade), Jérome Mairet (Carrefour Brasil – Destaque do Ano) e Patrícia Rosa e Cristiana Araújo (Drogaria Araújo – Perda Ampliada).   

Eleito Melhor Case Outros Segmentos, Cristian Candido, da Via, foi o grande destaque da noite, ao faturar também, o Super Prêmio – Melhor Case de Prevenção de Perdas no Brasil. “Estou muito feliz por ter sido premiado duas vezes. É um trabalho de longa data, mas quero ressaltar que estou representando um time de 13 pessoas que atua muito fortemente para que os resultados apareçam”, destacou. Ele atua na Via há 21 anos e agradeceu o apoio que sempre obteve da diretoria da companhia.  

Os cases participantes foram avaliados por um corpo de julgadores formado por profissionais da própria Abrappe. Todos os profissionais e suas companhias responderam a um amplo questionário, que avaliou os principais indicadores de perdas, o que foi implementado em cultura, processos e tecnologia, os resultados desse trabalho e a situação atual das perdas com o modelo de gestão adotado. 

De acordo com Carlos Eduardo Santos, é perceptível o crescimento do nível de maturidade das companhias varejistas quando o assunto é prevenção de perdas no Brasil. “A área vem ganhando espaço nas discussões de diretoria, especialmente após os últimos incidentes que vieram à tona por meio da imprensa. E, felizmente, temos obtido êxito em tornar a área estratégica e que contribui, de forma sustentável, para o aumento da rentabilidade dos negócios”, afirma o executivo. 

Santos lembra, com orgulho, de que a Abrappe, e consequentemente suas ações, caminha para ganhar ainda mais visibilidade junto ao mercado varejista. “Fazemos isso com muito amor. Há mais de 30 anos me dedico a essa carreira maravilhosa de profissional de prevenção de perdas. Mas para que a associação pudesse estar onde chegou, tivemos e temos apoiadores que acreditam e nos fortalecem. Sozinhos não fazemos nada. Precisamos de cada conselheiro, de cada diretor da Abrappe e de cada parceiro para fazer as coisas acontecerem”, destacou.  

O Prêmio Abrappe 2021 foi acompanhado de perto por algumas lideranças ilustres do varejo, como Francisco Celso Rodrigues (diretor-executivo de Coordenação Técnica e de Comitês da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias/Abrafarma), André Friedheim (presidente da Associação Brasileira de Franchising/ABF), Marcelo Francisco Pinheiro (Prodesp) e a dupla Carlos Correa e Rodrigo Mariano (ambos da Associação Paulista de Supermercados). César Tsukuda (diretor da Beauty Fair) e Sandra Takata (vice-presidente do Instituto Mulheres o Varejo) também marcaram presença.  

Ao final da premiação, Carlos Eduardo Santos disse que espera mais cases inscritos para o Prêmio Abrappe 2022, que deverá ocorrer no mesmo modelo deste ano. “Os cases são excelentes balizadores dos projetos e trabalhos que são executados pelos profissionais do setor e uma ótima oportunidade para que as empresas varejistas possam ver de perto que o investimento em tecnologia e treinamento são fundamentais e dão retorno para a manutenção dos bons negócios”, destacou. 

No Comments

Post A Comment