Vagas no Varejo: projeto nasceu na Abrappe

Vagas no Varejo: projeto nasceu na Abrappe

Exatamente em 1º de maio, Dia do Trabalho, foi lançado o Vagas no Varejo, plataforma online que disponibilizava em sua estreia mais de 4 mil oportunidades de emprego nos mais diferentes segmentos, mas principalmente nos supermercados e farmácias, que não paralisaram suas atividades desde que os governos adotaram a reclusão social como medida para disseminação do vírus. O projeto reúne mais de 30 entidades ligadas ao varejo, que uniram-se para desenvolver a ferramenta que ajuda empresas e trabalhadores com a busca e a consequente recolocação de profissionais em tempos de pandemia do coronavírus (covid-19).

O projeto Vagas no Varejo nasceu dentro do grupo de gestores de prevenção de perdas, gestão de riscos e executivos de redes varejistas da Abrappe após uma troca de informações entre André Peixoto, CEO da Leader Magazine, e Keila Prates, superintendente da Associação de Supermercados do Rio de Janeiro. “O André solicitou em nosso grupo do WhatsApp um apoio para direcionar alguns empregados que perderiam seu emprego para supermercados cariocas que estivessem contratando. Pensamos: por que não fazer uma corrente do bem mais ampla e que contemple outras regiões do país”, diz Carlos Eduardo Santos, presidente da Abrappe. “A perda do capital humano é a maior perda que uma empresa pode ter”, completa.

Com a ideia na cabeça, Santos reuniu-se, no final de março, com Sérgio Mena Barreto, presidente da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), para discutir o assunto. Ganhou o apoio total da entidade, inclusive com a disponibilidade de uma empresa de tecnologia parceira para desenvolver a plataforma. Às duas entidades, juntou-se ainda a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). “Reunimos os dois setores (supermercados e farmácias) que continuam operando na quarentena. Além de readequarem funcionários, muitos afastados por estarem em grupos de risco, passaram a ter necessidade de contratar também em razão das crescentes vendas, especialmente nos canais online. Não poderíamos ficar estáticos somente olhando tudo acontecer. Essa união do varejo é um compromisso com a sociedade para que juntos possamos superar essa fase”, argumenta o presidente da Abrappe.

Com o Vagas no Varejo, o segmento espera minimizar os impactos provocados pelo novo coronavírus, além de oferecer um espaço aos profissionais que buscam a recolocação no mercado de trabalho com a retomada das atividades. A ideia é estabelecer uma conexão simples e autodidática, sem as dificuldades impostas por canais tradicionais de empregos. Já no lançamento a plataforma registrava 4 mil vagas.

No aplicativo, ao ter a conta criada, o profissional precisa somente destacar sua área de atuação, experiências anteriores e disponibilidade de horários, podendo também inserir seu currículo. Algumas empresas adotaram as entrevistas e avaliações de forma online. As empresas interessadas em recrutar profissionais, por sua vez, também têm uma área exclusiva no portal www.vagasnovarejo.com.br, no qual podem cadastrar suas oportunidades. Elas são responsáveis por excluir as vagas que forem preenchidas e assinam um termo no qual se comprometem a não utilizar as informações dos candidatos para qualquer outra finalidade, como venda de produtos ou serviços.

Vagas no Varejo – conheça algumas entidades que apoiam a causa

  • Acelera Varejo
  • Associação Brasileira das Agências de Propaganda (Abap)
  • Associação Brasileira do Atacado Farmacêutico (Abafarma)
  • Associação Brasileira das Perfumarias Seletivas (ABPS)
  • Associação Brasileira das Redes Associativistas de Farmácias e Drogarias (Abrafad)
  • Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil)
  • Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan)
  • Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert)
  • Associação Brasileira de Franchising (ABF)
  • Associação Brasileira de Franqueados (ASBRAF)
  • Associação Brasileira de Logística (Abralog)
  • Associação Brasileira de Marcas Próprias (ABMAPRO)
  • Associação Brasileira de Prevenção de Perdas (Abrappe)
  • Associação Brasileira de Profissionais de Segurança (ABSEG)
  • Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma)
  • Associação Brasileira de Supermercados (Abras)
  • Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX)
  • Associação Brasileira dos Lojistas Satélites (ABLOS)
  • Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro (Ascoferj)
  • Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco)
  • Associação Nacional de Jornais (ANJ)
  • Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar)
  • Mulheres do Varejo
  • Rede Nacional de Distribuidores de Medicamentos (Redifar)
  • Sindicato do Comércio Atacadista, Importador, Exportador e Distribuidor de Material de Construção e de Material Elétrico no Estado de São Paulo (Sincomaco)
  • Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de São Paulo (Sincofarma)
  • Sindicato dos Empregados no Comércio de São Paulo (Sincomavi)
  • Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC)
  • União de Farmácias Brasileiras (Unifabra)
No Comments

Post A Comment